Kingdom Hearts III

BGS 2018: Kingdom Hearts III melhora jogabilidade, mas ainda deve

Um dos grandes jogos disponíveis na Brasil Game Show (BGS 2018) é Kingdom Hearts III. O jogo da Square Enix em parceria com a Disney está em produção há anos, deixando milhões de fãs espalhados pelo mundo com a ansiedade nas alturas. Na maior feira da América Latina você terá a oportunidade de jogar nos estádios de Hércules ou Toy Story.

Optei por investir a oportunidade no inédito mundo dos brinquedos de Andy. A grande parte do tempo foi ocupada pela interação e apresentação de Sora, Donald e Pateta aos saudosos Woody, Buzz Lightyear, Rex e Porco, além dos soldadinhos.

Os gráficos estão de fazer os olhos de qualquer pessoa brilharem. Muito fiéis às animações da Pixar, os heróis e o cenário em que as batalhas contra os Heartless acontecem estão recheados de detalhes. Na parte em que a turma vai para a rua rumo a uma loja em busca de Andy e outros brinquedos desaparecidos é que percebemos toda a riqueza que KH3 representará.

Ponto fraco da franquia, a jogabilidade está muito mais solta, mas precisará de alguns ajustes para chegar ao ponto de não deixar ninguém desanimado em momentos mais críticos. O sistema de trava dos inimigos ainda não está perfeito e tive dificuldades em utilizar corretamente os golpes neles. Não deu para analisar se Donald e Pateta também estão mais úteis do que em outros episódios, em que mais atrapalhavam do que ajudavam Sora.

Kingdom Hearts III está disponível nos estandes do PlayStation e do Xbox na Brasil Game Show, que vai até o próximo dia 14 de outubro.

Os Cavaleiros do Zodíaco estarão em Jump Force

Próxima Notícia »

Black Clover: Quartet Knights falha em sua busca por ação competitiva