Sword Art Online: Fatal Bullet

Sword Art Online: Fatal Bullet tropeça em seu ritmo lento

Sword Art Online é uma das grandes apostas da Bandai Namco nos últimos anos, ganhando nessa segunda década dos anos 2000. A franquia de mangá/anime recebeu, no fim do último mês de fevereiro, mais uma empreitada na nova geração de consoles: Sword Art Online Fatal Bullet.

Você controla um personagem totalmente inédito feito por você no novo título, deixando os personagens famosos como mero secundários. O jogador é transportado para o Gun Gale Online (GGO), um mundo em realidade virtual em que jogadores de todo o mundo competem entre si. Lá, você será acompanhado por Kureha e pelo humanoide ArFA-sys, um tesouro que muitas pessoas querem.

Os problemas de Fatal Bullet não demoram a aparecer e o mais grave é o seu ritmo lento.  Você passa por diversos tutoriais que trazem diálogos longos, na maioria das vezes descartáveis. Nesse caminho, o jogador encontrará rostos conhecidos do mangá como o protagonista de Sword Art Online, Kirito. Outros nomes como Asuna e Klein também estão por lá.

Além da demora para a ação começar, as telas de carregamento surgem com muita frequência, deixando tudo ainda mais lento do que deveria. Você tem a opção de cortar as cutscenes, mas para quem curte entender a história, essa forma de deixar tudo mais rápido não agradará nada.

Os combates em Sword Art Online: Fatal Bullet são o seu ponto positivo. A mira em terceira pessoa funciona bem, assim como a movimentação tática para escapar dos ataques inimigos. O personagem pode escolher uma infinidade de habilidades e armas, em sua maioria de fogo, mas dando a oportunidade de poder ser mais “old school” e apostar numa boa e velha espada.

Você também receberá itens para alterar a aparência de seu personagem, assim como a Inteligência Artificial que você encontra logo no começo do jogo e que vai lhe dando suporte no decorrer da campanha.

Ela, por sinal, pode ser mais curta do que imaginamos. Se você focar nas missões principais e deixar as quests secundárias em segundo plano, a duração de Fatal Bullet será entre 20/25h. A Bandai Namco não conseguiu passar a história da melhor forma possível, o que acaba deixando tudo um pouco muito raso.

Sword Art Online: Fatal Bullet passa longe de ser um jogo ruim, mas a impressão é que ele tropeça em seu próprio ritmo e não teve seu potencial utilizado de forma hábil. Até mesmo os fãs mais ferrenhos podem acabar se cansando antes de chegar no clímax do jogo.

Veredicto

Mesmo sendo o melhor jogo da franquia até aqui, fica o sentimento de que Sword Art Online ainda pode chegar num patamar muito mais alto. Fatal Bullet tem suas qualidades, mas seu ritmo lento e falhas técnicas podem estragar a experiência do jogador.

Nota: 6,5

+ combates interessantes

+ customização dos personagens

+ presença de rostos conhecidos

⁃ ritmo muito lento

⁃ Telas de carregamento

⁃ Diálogos descartáveis

⁃ Campanha muito curta e previsível

Conheça Melina Juergens, atriz premiada de Hellblade: Senua’s Sacrifice

Próxima Notícia »

Ni No Kuni II: Revenant Kingdom oferece o melhor do RPG aos fãs