The Champion's Ballad Master Cycle

The Legend Of Zelda: The Champion’s Ballad acrescenta experiência de BOTW

The Legend of Zelda: Breath Of The Wild foi o grande jogo de 2017, recebendo elogios e notas perfeitas de praticamente toda a mídia especializada e também dos fãs. A nova aventura de Link adicionou uma história interessante e muitos desafios, o que ganhou ainda mais riqueza com a segunda e última expansão do título, “The Champion’s Ballad”, lançada no último mês de dezembro durante o The Game Awards.

Diferentemente de “Trial of the Sword”, a nova DLC do jogo complementa a história da trama, mostrando um pouco mais dos quatro campeões de Hyrule: Urbosa dos Gerudo; Daruk dos Gorons; Revali dos Rito e Mipha dos Zora.

No presente, 100 anos após a morte do quarteto, o aprendiz de Revali, Kass, segue em alguns pontos para conseguir compor uma balada inacabada por seu mestre, trazendo memórias dos defensores da princesa Zelda.

Nesse meio, Link recebe o desafio da Câmara de Ressurreição para ir em quatro pontos no enorme mapa de Hyrule, descobrindo monumentos que indicam três novos desafios cada um, que darão como prêmio interações passadas dos heróis que morreram pela princesa.

Revisitando as Bestas Divinas

O mundo de Breath of The Wild é enorme e cheio de missões paralelas para completar. Para quem buscou todas as memórias de Link certamente se sentirá muito mais familiarizado com os campeões de Hyrule.

Os puzzles adicionados geralmente giram em torno de uma Shrine, uma missão de passar por dentro de anéis e outra que te obriga a acertar alvos específicos com suas flechas.

As Shrines, em especial, são quem dão um pouco mais de trabalho por estarem mais elaboradas do que a maioria que encontramos no jogo base. Mas as outras também se demonstram divertidas.

Todas as missões me deixaram empolgados, principalmente as que me colocavam em combates contra monstros enormes. É adorável também as que são necessárias praticar o “surfe”, como no deserto Gerudo e nas montanhas congeladas de Rito.

The Legend Of Zelda Breath Of The Wild Champion's Ballad

As memórias são importantes para compreender a história

Após completar as três missões de cada, a Besta Divina lhe dará um desafio, que consiste em enfrentar o mesmo monstro que você venceu anteriormente durante a campanha, mas agora com equipamentos contados, mas armadura completa correspondente a cada local. 

Fiquei um pouco decepcionado por ter que passar novamente pelos mesmo chefões, pois não eleva em nada a dificuldade e nós já sabemos quais macetes utilizar para finalizá-los. Vencendo todos eles, uma nova shrine do tamanho de uma Besta Divina é liberada e você precisará pensar um pouco mais para conseguir liberar as quatro travas da porta que leva para o último boss.

Novos itens e shrines

A experiência de Breath Of The Wild fica ainda melhor com a chegada de The Champion’s Ballad. São nove caixas de tesouros adicionadas por todo o mapa de Hyrule, onde Link poderá encontrar armaduras baseadas em jogos anteriores da franquia, além de outras inéditas.

O herói de Hyrule ainda poderá visitar novas shrines para conseguir aumentar sua stamina para escalar montanhas ou ter mias acréscimo de energia para enfrentar os guardiões que estão espalhados pelo mapa.

Você também poderá dar uma upada em seu cavalo, recolhendo peças de armadura que aumentarão a sua performance enquanto cavalga pelo extenso mapa.

A maior novidade porém é a Master Cycle Zero, uma moto que irá facilitar a locomoção de Link, além de deixá-lo veloz e furioso. 

Kass e Link Breath Of The Wild

Melhor chefão de todo o jogo

Sim! Champion’s Ballad conta com o melhor chefão de Breath Of The Wild. Se trata do Sheikah Moz Maz Koshia, que se oferece como último desafio para completar a história dos campeões de Hyrule. A batalha é extremamente desafiadora e é importante estar com o seu inventário bem completinho para não passar apuros.

O boss é muito veloz e ataca sem dó nem piedade. A cada ponto que sua energia vai diminuindo, mais complexo fica vencê-lo. É ótimo estar com o desvio em dia para poder contra-atacar quantas vezes for possível. 

Moz é facilmente o chefão mais difícil de Breath Of The Wild, até mais do que Calamity Ganon. Você certamente gastará algumas horas e paciência para conseguir vencê-lo e completar a DLC número dois do novo Zelda.

Zelda em The Champion's Ballad

Experiência sensacional 2.0

Se você sentiu falta de mais detalhes do passado dos campeões de Hyrule, Champion’s Ballad é perfeito para você ficar ainda mais cativado pela história de Breath Of The Wild. A última expansão do melhor jogo do ano de 2017 entrega uma experiência incrementada, colocando mais desafios no caminho de Link e dando a oportunidade de termos mais horas pela frente para curtir essa obra-prima lançada pela Nintendo.

NOTA: 9

+ Novidades que acrescentam a experiência
+ Chefão muito desafiador
+ Shrines que exigem mais
– Enfrentar os mesmos chefes nas Bestas Divinas.

 

 

 

Jeff Kaplan confirma chegada de novo herói a Overwatch

Próxima Notícia »

Rocket League atinge marca de 40 milhões de jogadores